sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Não me levem à mal, afinal é Carnaval !!!


"Sinto muita saudade, essa é a verdade
Não te vejo a metade do quanto quero lhe ver
Se eu te vejo a metade mais eu sinto saudade
Essa é a verdade quanto quero lhe ver, quando a gente se fala
Quando perco a fala eu te ouço e não falo o que eu quero dizer
Estou te amando de novo e o quarto lugar
Pro meu posto já me deixou feliz"

(Nando Reis)

Ainda nem é sábado de Carnaval, mas ele já está pegando fogo no país inteiro. Aqui em Pernambuco nem se fala, o frevo já está sendo marcado à torto e à direita, cores e fantasias estão espalhadas nos quatro cantos do estado, e a animação já tomou conta dos foliões. Não sou tão apaixonada assim pelo carnaval, mas não nego, também dou meus pulinhos. Amanhã sai o famoso Galo da Madrugada, e as ladeiras de Olinda ficam tomadas por um verdadeiro mar de gente, e eu lá ensaiando alguns passos, como boa pernambucana que sou.


Animada, e também tomada por uma certa expectativa, que o carnaval me traga a oportunidade, assim como aconteceu alguns anos atrás, de reencontrar certos olhos que só costumo encarar nesta época do ano. Para falar a verdade, este ano já pude encará-los, contemplá-los, e até paquerá-los, mas não escondo minha esperança, ainda que seja pequena, de poder matar minha vontade. Sobra tanta falta, tanta saudade, que nem eu sei explicar o poder de atração que eles tem sobre os meus pobres olhos meus. O que era para ser um post sobre carnaval, terminou por ser trocado por um papo totalmente diferente.


Mas não tem nada não, não me levem à mal , afinal de contas é carnaval, e a gente pode tudo, ou melhor quase tudo, e é em meio a confetes e serpetinas, eu fico aqui na torcida que eu possa pelo menos, amenizar um pouquinho esta vontade que grita na ânsia de reencontrar aqueles olhos que eu tanto gosto de ver.
Bom Carnaval!!!

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

A ilusão do "Amor à Primeira vista"


Você acredita em amor à primeira vista? Já foi tomado por este sentimento arrebatador que te deixou totalmente apaixonada, hipnotizada só em bater os olhos em alguém? Bem, mesmo sendo uma romântica assumida eu confesso, não levo muita fé nesta história. Pelo menos até que o destino resolva me provar o contrário, ou não. Mas por enquanto continuo afirmando que não acredito, e explico a razão.

Adoro aqueles filmes românticos dos quais o casal principal, lindo por sinal, se conhecem da maneira mais inusitada possível, e logo surge uma paixão avassaladora entre os dois, e logo trocam juras de amor eterno, acho um barato, não vou negar. Eu não só assisto, como também fico suspirando, e sonhando com um assim para mim também. Não há dúvidas, o amor é um sentimento lindo, mas é algo intenso demais para se sentir assim de uma hora para outra. Creio que a confusão que possa fazer com que a gente confunda tudo é atração repentina que por vezes acontece quando conhecemos alguém, e que nos deixa totalmente balançados.

Tem horas que conhecemos pessoas bem interessantes, que despertam na gente um interesse fora do comum, às vezes é pela aparência do outro, às vezes pelo papo, ou quando há aquela troca de olhares mais forte do que qualquer turbilhão, que nos causam um verdadeiro frisson é verdade. Quem nunca passou por isso? Eu mesmo há algum tempo conheci uma pessoa que por alguma razão, não me pergunte qual, mexeu bastante comigo. Confesso que até hoje este alguém me deixa um pouco desconcertada sim, toda vez que nos encontramos, que não é com muita frequencia, confesso ficar ainda lerda, mas daí sair dizendo que estou apaixonada, é abusar bonito deste sentimento tão verdadeiro e tão nobre.

Amor não nasce assim do dia para outro, acho que ele vem crescendo dentro de nós na medida que vamos conhecendo melhor a pessoa, isso não é instantâneo. É algo que leva tempo, que tem que ser construído na base do respeito, cumplicidade, na convivência de ambos. Não basta sentir aquele friozinho na barriga, é muito maior que isso. É querer o bem do outro, é não medir esforços para fazer ele feliz, é sentir saudade até da ausência quando não se está com ele, é se sentir protegido, é se entender apenas com um olhar, e tantas outras coisas mais. Isso meus caros, é gradativo por mais forte que seja a atração à primeira vista não é suficiente para que se transforme nesse sentimento tão forte e tão puro.

Como já falei ainda levo muito comigo aquele "Q" de romantismo que anda tão em falta hoje em dia, mas não concordo quando muitos afirmam que ele possa surgir dentro de pouquissimo tempo que nem as novelas e filmes insistem à todo custo que acreditemos nesta história. É bonito, nos faz sonhar, mas a realidade é diferente. Para que banalizar tanto? Até respeito quem pensa em assim, mas não creio que na prática funcione, amor é algo que tem que ser regado, não é imediato, tem que ser cultivado a cada dia, não obedece regras, nem só atributos físicos, nem classe social, ele simplesmente cresce e aparece. Agora se você me perguntar, se acredito em atração, paixão avassaladora, aí sim minha resposta vai ser diferente. Amor à primeira vista é ilusão. Beijos pessoas!


Ao som de "Home" (Chris Daughtry)